PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

EUA podem superar em breve pico saudita de extração de petróleo

Grant Smith

18/01/2019 12h46

(Bloomberg) -- O caminho dos EUA para conseguir um lugar de destaque no comércio global de petróleo está prestes a atingir outro marco.

Impulsionados pelo boom do xisto, os EUA já estão produzindo mais petróleo bruto do que a Rússia e a Arábia Saudita, países que até recentemente disputavam o primeiro lugar. Por volta do meio do ano, os EUA vão se sair ainda melhor.

Atualmente, a Arábia Saudita poderia elevar a produção até sua capacidade máxima de 12 milhões de barris por dia, superando os 11,8 milhões de barris diários produzidos pelos EUA em dezembro, de acordo com a Agência Internacional de Energia. Em breve, nem isso será suficiente.

A produção de petróleo dos EUA deve crescer 1,1 milhão de barris por dia neste ano, segundo a AIE, que considera que os EUA vão ultrapassar o nível máximo dos sauditas nos próximos seis meses.

"Em meados do ano, a produção de petróleo dos EUA provavelmente será maior do que a capacidade da Arábia Saudita ou da Rússia", afirmou a agência com sede em Paris em um relatório divulgado nesta sexta-feira.

No entanto, essa magnitude adicional provavelmente não significará uma influência maior sobre os preços. Como só os sauditas continuam dispostos a reter a capacidade de produção quando há petróleo em excesso no mercado, o reino conservará sua posição única como o chamado "swing producer" (produtor responsável por equilibrar o mercado).

--Com a colaboração de James Herron.