PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Aquele edredom caro não te convence? Então primeiro alugue

Aviel Brown

07/03/2019 11h58

(Bloomberg) -- Os consumidores estão migrando para as peças de vestuário de aluguel, por isso agora a West Elm e a Rent the Runway querem aplicar o mesmo modelo à decoração da casa.

A rede de móveis para o lar mira os 10 milhões de membros do serviço de aluguel de roupas, com uma oferta para alugar 26 pacotes selecionados de têxteis para o lar, incluindo almofadas decorativas, mantas, fronhas, cobertores e colchas para salas de estar e quartos.

Os assinantes que pagam uma tarifa mensal podem obter os pacotes de forma rotativa a partir deste verão -- o que permite que mudem a aparência ou o esquema de cores da casa para uma grande festa, por exemplo. Existe também a opção de comprar itens com desconto. A Rent the Runway e a West Elm, que são de propriedade da Williams-Sonoma, acreditam que os clientes que postam fotos de suas roupas nas redes sociais farão o mesmo com a decoração de suas casas.

"A moda, em seu estado atual, vive nas redes sociais todos os dias", disse Jennifer Hyman, CEO e cofundador da Rent the Runway, em entrevista. "De forma similar, a casa era um espaço privado. Mas agora é um espaço muito público, já que é um reflexo de quem somos."

A parceria é a primeira incursão da Rent the Runway além das roupas e dos acessórios e é a primeira vez que a West Elm disponibiliza produtos para aluguel. Para a West Elm, trata-se de uma oportunidade para capitalizar a base de assinantes de rápida expansão da Rent the Runway -- a empresa afirma estar crescendo 160 por cento ao ano. Por outro lado, a West Elm foi uma das marcas de mais rápido crescimento da Williams-Sonoma.