PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Trator autônomo ainda não convence agricultor a pendurar chaves

Lydia Mulvany

13/03/2019 13h42

(Bloomberg) -- Nem todos os agricultores estão preparados para entregar o controle de seus tratores apesar da chegada da tecnologia totalmente autônoma.

Ainda há trabalho pela frente para aperfeiçoar todas as funções que precisam ser automatizadas, o que significa que as máquinas que operam sozinhas vão demorar alguns anos para trabalhar nos campos, segundo Eric Hansotia, diretor de operações da fabricante de equipamentos AGCO.

"Para tirar o operador do veículo é preciso automatizar todas as funções executadas pelo agricultor", disse Hansotia, em entrevista. "Ou seja, tudo que o fazendeiro observa ou verifica, muda ou ajusta. É nisso que estamos trabalhando."

As fabricantes de equipamentos estão abrindo caminho para a popularização dessa tecnologia. Hansotia disse que a AGCO vem trabalhando com um grupo de empresas para criar um "sistema rodoviário interestadual" aberto para que os fazendeiros controlem e compartilhem facilmente as informações produzidas por suas máquinas por meio de conexão sem fio.

Outra fronteira é a utilização de inteligência artificial em pulverizadores para impedir que produtos químicos se espalhem para fora dos campos -- um problema que os fazendeiros enfrentam cada vez mais com a crescente popularização do herbicida dicamba. Esse herbicida tem a propensão de se vaporizar e se espalhar pelos campos vizinhos, danificando plantas que não são geneticamente modificadas para suportá-lo. Mais de 400.000 hectares de soja foram danificados no ano passado, e o produto químico foi alvo de alguns processos judiciais.

No ano passado, a AGCO lançou uma colheitadeira com sensores para visualizar o fluxo de colheita em tempo real, ajustando automaticamente as configurações para otimizar colheitas, e planeja lançar um plantador inteligente na América do Sul neste ano. A empresa também é proprietária da Precision Planting, que produz tecnologias agrícolas que podem ser adicionadas às máquinas.