PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Hotel modular mais alto do mundo será erguido em Manhattan

Patrick Clark

18/04/2019 14h41

(Bloomberg) -- A maior empresa hoteleira do mundo está apostando em quartos de hóspedes construídos em fábrica como a chave para uma ótima receita e para proporcionar aos hóspedes uma noite melhor de sono.

A Marriott International está planejando o que será o hotel modular mais alto do mundo, no bairro de Madison Square North, o NoMad, em Manhattan. Seus 168 quartos serão montados em uma fábrica na Polônia e transportados para Nova York no meio da noite, quando as ruas da cidade podem receber cargas de grandes dimensões. Espera-se que o AC Hotel de 26 andares esteja pronto em 90 dias e abra no próximo ano. A Marriott quer que a torre sirva de marco para desenvolvedores, financiadores e proprietários de fábricas.

"Nosso objetivo é impulsionar a indústria", disse Eric Jacobs, diretor responsável pelo serviço de seleção e por marcas de hospedagem prolongada da empresa na América do Norte. "Custo e tempo são realmente importantes para proprietários e desenvolvedores. Envolve a rapidez de lançamento no mercado e, a qualquer momento em que podemos promover isso, é bom para todos."

Empresas hoteleiras como a Marriott gostariam de alavancar a construção modular, porque ela pode ajudar a abrir novas propriedades mais rapidamente, um caminho fundamental para aumentar a receita. O método economiza tempo porque os construtores podem fazer o trabalho no local enquanto os quartos são construídos na fábrica, disse Jacobs.

Desafio de Financiamento

A construção modular não é exatamente nova no mundo dos hotéis, mas é incomum o suficiente para fazer com que muitos empreendedores reflitam a respeito. O financiamento pode ser difícil, porque os projetos exigem mais despesas iniciais do que um prédio tradicional, de acordo com Sanat Patel, sócio-diretor da Avana Capital, que está disponibilizando um empréstimo de US$ 65 milhões para a construção do projeto em NoMad.

Ao mesmo tempo, a capacidade de produção é limitada, e muitas fábricas já existentes estão ocupadas construindo hospitais, casas e apartamentos para estudantes, disse Tom Hardiman, diretor executivo do Modular Building Institute, um grupo comercial.

A escassez de mão de obra na construção civil, que tornou mais demorado o desenvolvimento de empreendimentos, aumentou a atratividade do modelo de fábrica. A Marriott oferece incentivos financeiros para projetos modulares e conecta empreendedores a arquitetos, empreiteiros e investidores em uma tentativa de estimular o esforço.

O AC Hotel está sendo desenvolvido pela Concord Hospitality em nome do proprietário Robert Chun. Jacobs disse que dentro de cinco anos, a construção modular poderia responder por 25% de todos os hotéis em seu pipeline, o que inclui postos norte-americanos avançados para marcas como Courtyard da Marriott e Fairfield Inn & Suites.

O benefício para os hóspedes é que os quartos construídos em fábrica são mais silenciosos. Na construção tradicional, um quarto de hotel geralmente compartilha uma parede com seu vizinho, mas os projetos modulares normalmente exigem isolamento entre os quartos. "Isso significa que minha garantia é realmente valiosa, porque é feita de uma forma melhor", disse Patel.

Para contatar o editora responsável por esta notícia: Patricia Xavier, pbernardino1@bloomberg.net

PUBLICIDADE