PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

SoftBank vai investir US$ 1 bi no aplicativo Rappi: Fontes

Ed Hammond

30/04/2019 11h41

(Bloomberg) -- O SoftBank Group está prestes a fazer um investimento de US$ 1 bilhão no aplicativo de entregas Rappi, segundo pessoas com conhecimento do assunto.

O investimento deve ser liderado por um fundo recém-criado pela empresa japonesa, o Innovation Fund, lançado pelo diretor de operações do SoftBank, Marcelo Claure, para buscar investimentos em tecnologia na América Latina, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas porque os planos são confidenciais. O investimento deve ser realizado em conjunto com o Vision Fund do conglomerado, disseram as pessoas.

Um acordo pode ser anunciado esta semana, segundo as fontes. Seria o maior investimento do SoftBank na América Latina, segundo dados compilados pela Bloomberg.

Representantes do SoftBank e da Rappi não quiseram dar entrevista.

A startup colombiana Rappi obteve um valuation de US$ 1 bilhão em sua rodada de financiamento realizada em setembro, na qual levantou US$ 220 milhões em transação liderada pela DST Global. Ainda não se sabe qual seria o novo valuation da empresa após o investimento do SoftBank.

A Rappi foi fundada em 2015 por três amigos como um serviço de entregas para restaurantes em Bogotá, capital da Colômbia. Desde então, expandiu suas operações por toda a América Latina, com um exército de entregadores de bicicleta usando mochilas de cor laranja que transportam de tudo, desde alimentos até fraldas. No mês passado, a Rappi firmou uma parceria com a gigante biofarmacêutica francesa Sanofi para oferecer serviços de saúde na América Latina.

A empresa começou a operar no Peru, Argentina, Chile e Uruguai no ano passado e estava presente em 35 cidades até o fim de 2018. As entregas da empresa, transportadas por cerca de 50 mil funcionários, aumentaram a uma taxa mensal de 20% no ano passado, segundo relatório anual.

--Com a colaboração de Ezra Fieser, Giles Turner e Rodrigo Orihuela.

Para contatar o editora responsável por esta notícia: Patricia Xavier, pbernardino1@bloomberg.net