PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

China inicia produção de vans-robôs para entregas sem motorista

Bloomberg News

28/05/2019 10h05

(Bloomberg) -- Esqueça os drones. O futuro das entregas podem ser as vans-robôs.

A Neolix, uma startup chinesa, iniciou a produção em série de seus veículos de entrega autônoma na sexta-feira - a empresa diz que é a primeira no mundo com produção em larga escala - e já tem gigantes como JD.Com e Huawei Technologies como clientes. A Neolix espera entregar mil veículos, que se assemelham a pequenas vans, no primeiro ano enquanto acelera sua expansão.

O impacto pode ser enorme: o bilionário Jack Ma prevê um bilhão de entregas por dia na China em uma década e que a comercialização da tecnologia poderia fornecer lições para veículos autônomos que transportam passageiros. A Neolix não está sozinha nesse segmento: a Nuro, do Vale do Silício, captou quase US$ 1 bilhão este ano e começou a entregar produtos alimentícios no Arizona.

"Carros sem motorista vão mudar o mundo, assim como a mudança da carruagem para o automóvel", disse o fundador da Neolix, Yu Enyuan, de 45 anos, em entrevista concedida em seu escritório em Pequim.

Yu vem testando mais de uma centena de veículos em áreas fechadas, como os campi chineses. Os veículos têm preço semelhante ao de um carro comum - uma van Neolix custa cerca de US$ 30 mil.

O empresário, que antes era inventor de ferramentas inteligentes para o setor de logística, disse que a entrega de mercadorias é apenas o começo. No futuro, ele prevê frotas de vans-robôs fornecendo tudo, 24 horas por dia, 7 dias por semana, desde a venda móvel até a execução de tarefas.

Enquanto os humanos tentam se manter atualizados e mais eficientes com invenções como fechaduras inteligentes, não há dúvida de que os robôs se tornam uma ameaça crescente. Com as vans-robôs, não há necessidade de um entregador remunerado, e os veículos robóticos tendem a se envolver em menos acidentes que os humanos.

Uma limitação: ou uma pessoa precisa estar presente para aceitar o pacote ou o veículo tem que deixar o pacote em um local acessível e previamente combinado, como um guarda-volumes no piso térreo. Uma solução proposta pela Ford é um pequeno robô com duas pernas para levar o pacote do veículo até a porta.

A linha de produção inicial da Neolix na cidade de Changzhou, no leste da China, tem capacidade anual de mais de 30 mil veículos, e a empresa planeja instalar fábricas no exterior com parceiros quando as vendas aumentarem, disse Yu. A Neolix está negociando com potenciais clientes em países como Suíça, Japão e EUA e tem como meta vendas anuais de 100 mil unidades em cinco anos.

To contact Bloomberg News staff for this story: Ying Tian em Pequim, ytian@bloomberg.net