PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Apple pronta para revelar nova era de aplicativos e dispositivos

Mark Gurman

31/05/2019 15h19

(Bloomberg) -- A conferência de desenvolvedores da Apple, que começa na segunda-feira, vai aproximar a empresa de um futuro no qual o iPhone não será mais a peça central de outros produtos e serviços.

O presidente da Apple, Tim Cook, e outros líderes vão dar uma palestra na Worldwide Developers Conference em San José, Califórnia, para revelar as atualizações dos sistemas operacionais da Apple e uma nova abordagem para os aplicativos.

As mudanças vão revelar a nova geração de dispositivos e softwares da Apple: Apple Watches mais independentes dos iPhones, iPads com software que reduz a necessidade de um laptop, aplicativos executados em qualquer dispositivo da Apple e áreas de crescimento como realidade aumentada e gestão de saúde pessoal, segundo pessoas a par dos planos.Embora a conferência de desenvolvedores seja focada em software, a empresa muitas vezes dá pistas de lançamentos de hardware no evento. A Apple não deve lançar um Apple Watch ou iPhone até o terceiro trimestre, mas considera oferecer uma prévia do Mac Pro na conferência. Confira alguns destaques:

iPad como substituto do PC

A Apple tem promovido o iPad como substituto de laptop há anos. Mas muitos usuários profissionais notaram que, embora o hardware tenha capacidade suficiente, o software ainda está atrasado. A WWDC deve revelar iniciativas para resolver esse problema. A empresa planeja aperfeiçoar a tela inicial e oferecer novos recursos para usar vários aplicativos ao mesmo tempo, o que ajudaria o iPad a atender melhor as necessidades de computação dos usuários.

Fim do iTunes

O iTunes tem sido o modo como os usuários da Apple ouvem música, assistem a filmes e programas de TV, ouvem podcasts e gerenciam seus dispositivos por quase duas décadas. Este ano, a Apple está finalmente pronta para entrar em uma nova era. A empresa está lançando um trio de aplicativos para o Mac - Música, TV e Podcasts - para substituir o iTunes. A novidade está em linha com a estratégia de aplicativos de mídia da Apple para os iPhones e iPads. Sem o iTunes, os clientes podem gerenciar seus gadgets da Apple por meio do aplicativo Música.