PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Venda de participação em rede de fibra da Altice emperra: Fontes

Dinesh Nair, Myriam Balezou e Rodrigo Orihuela

11/07/2019 13h02

(Bloomberg) -- As negociações da Altice Europe para vender uma participação em sua rede de fibra óptica em Portugal enfrentam um impasse com a perda de interesse de alguns potenciais investidores, segundo pessoas com conhecimento do assunto. O atraso ameaça uma peça fundamental dos planos de redução da dívida da empresa.

A operadora de torres espanhola Cellnex Telecom até agora não chegou a um acordo sobre o preço do ativo com a Altice depois de semanas de negociações, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque as informações são confidenciais. As conversas da Altice com a Cellnex foram as que mais avançaram entre os interessados no ativo, segundo as fontes.

As negociações com a Cellnex também esbarraram na preferência da empresa espanhola por um acordo que inclua infraestrutura além da fibra que está à venda, disseram as pessoas. Antin Infrastructure e Cube Infrastructure Managers, que apresentaram suas propostas finais para o ativo no fim de maio, não estão mais interessados no negócio, disseram as fontes.

As ofertas vinculantes avaliaram a rede de alta velocidade portuguesa entre 3 bilhões de euros (US$ 3,4 bilhões) e 4 bilhões de euros, significativamente abaixo do que a Altice pretendia levantar com a operação, segundo informou a Bloomberg News no mês passado.

A empresa havia dito em março que esperava finalizar a venda até o fim do segundo trimestre. Os recursos ajudariam a Altice a reduzir as dívidas acumuladas durante uma onda de aquisições na qual comprou ativos de cabo de Israel a Portugal.

As negociações sobre a venda da participação na rede de fibra óptica de Portugal ainda podem avançar se as partes conseguirem encontrar uma maneira de contornar as divergências, disseram as pessoas. Outros investidores ainda poderiam estar interessados no ativo, segundo as fontes. Representantes da Altice, Antin e Cellnex não quiseram comentar. Um representante da Cube não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

O bilionário Patrick Drahi, fundador da Altice, tem vendido participações em unidades de infraestrutura da empresa e está à procura de parceiros para ajudar a construir sua rede, em um esforço para levantar fundos. A Altice realizou operação semelhante para vender sua rede de fibra para clientes residenciais na França. A empresa também vendeu participações em torres móveis na França e em Portugal, em parceria com a KKR & Co. e Morgan Stanley.

--Com a colaboração de Angelina Rascouet, Manuel Baigorri e Thomas Pfeiffer.

Repórteres da matéria original: Dinesh Nair em Londres, dnair5@bloomberg.net;Myriam Balezou em Londres, mbalezou@bloomberg.net;Rodrigo Orihuela em Madri, rorihuela@bloomberg.net