Topo

Sinopec sinaliza corte em taxa de refino no 3º trimestre

Bloomberg News

15/07/2019 11h35

(Bloomberg) -- O crescente superávit de petróleo que afeta petroleiras em toda a Ásia agora atinge a maior processadora do mundo.

A China Petroleum & Chemical, ou Sinopec, planeja refinar menos combustíveis durante o terceiro trimestre, já que os altos estoques continuam a pesar nas margens, segundo pessoas com conhecimento do assunto. Embora o corte no volume processado pelas refinarias seja pequeno quando comparado às metas gerais de produção, o dado destaca o ambiente desafiador das refinarias diante do aumento da concorrência, disseram as pessoas.

Caso a Sinopec reduza o volume de processamento trimestral, será a primeira decisão da empresa desse tipo este ano, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas. Embora as metas oficiais de refino sejam conhecidas dentro da empresa, os números apenas são divulgados em uma base retroativa. Um porta-voz da Sinopec em Pequim não quis comentar.

Da Coreia do Sul até Taiwan, refinarias decidiram cortar ou consideram reduzir as taxas de processamento por causa da queda do lucro, afetado em parte pela fraca demanda e crescente oferta. Refinarias independentes da China, conhecidas como bules de chá, já sentem o impacto do consumo de combustível em declínio em meio à guerra comercial entre Pequim e Washington. Enquanto isso, novas megarefinarias impulsionam a produção e elevam a taxa de refino de petróleo no país para um novo recorde.

"A Sinopec poderia ter ponderado o plano de reduzir a produção há algum tempo, justamente quando os bules de chá estavam fazendo isso", disse Yuntao Liu, analista da Energy Aspects, em Londres. A refinaria "é grande em escala" e a empresa leva tempo para fazer alterações em seus planos de processamento, disse Liu.

A Sinopec, maior refinaria do mundo por capacidade, pode reduzir a produção em 3,6 milhões de toneladas durante o terceiro trimestre, disse na quinta-feira Li Li, analista da ICIS-China, em Guangzhou. Li estima a taxa de refino de petróleo bruto da Sinopec em cerca de 58 milhões de toneladas no período de julho a setembro.

A empresa refinou 61,78 milhões de toneladas de petróleo bruto no primeiro trimestre e planeja processar um total de 246 milhões de toneladas este ano comparados com 244 milhões em 2018, de acordo com documentos enviados à Bolsa de Valores de Xangai.

To contact Bloomberg News staff for this story: Alfred Cang em Cingapura, acang@bloomberg.net;Sarah Chen em Beijing, schen514@bloomberg.net

Mais Economia