IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Após boom, Amsterdã suspende instalação de novos centro de dados

Ellen Proper

16/07/2019 08h47

(Bloomberg) -- Amsterdã afirma que tem mais centros de dados do que qualquer outra grande cidade do mundo, mas, agora, o governo local tem mais motivos para se preocupar do que para se gabar.

A capital holandesa, que atraiu empresas de tecnologia com incentivos fiscais e eletricidade relativamente barata, suspendeu a instalação de novos centros de dados até o fim do ano. Segundo o governo local, a velocidade de abertura de centros tem colocado uma pressão insustentável sobre o mercado imobiliário e redes de energia.

"É necessário fazer uma pausa e formular políticas primeiro para que possamos ter uma melhor compreensão da localização dos centros de dados", disse Mariëtte Sedee, vereadora para desenvolvimento espacial, meio ambiente e assuntos agrícolas em Haarlemmermeer, um município a sudoeste de Amsterdã.

A região de Amsterdã, que abrange um raio de cerca de 50 quilômetros ao redor da capital, abriga cerca de 70% dos centros de dados na Holanda. A área que inclui a cidade e arredores possui cerca de um terço de todos os centros de dados na Europa, incluindo os administrados pela Interxion Holding e EdgeConnex para a E-Shelter UK e NLDC BV. Muitos deles abriram apenas nos últimos cinco anos.

Empresas de tecnologia aceleraram a construção de centros de dados porque empresas e indivíduos cada vez mais armazenam dados on-line e querem acesso rápido. A iniciativa também coincidiu com a demanda impulsionada por um grande número de transações on-line. A Holanda está entre os maiores polos de fintechs da Europa, com mais de 430 empresas ativas no mercado, de acordo com a Holanda Fintech.

A Associação Holandesa de Centros de Dados afirmou estar consternada com a decisão do governo da cidade de suspender investimentos nessas instalações.

"Nossa excelente infraestrutura de centro de dados é um imã para empresas de tecnologia (internacionais) e traz muito emprego", disse o grupo em comunicado. "Estamos surpresos que uma decisão rigorosa como esta esteja sendo tomada agora e tão de repente."

Grandes empresas de tecnologia como Microsoft e Google construíram grandes centros de dados nos arredores de Amsterdã, como em Middenmeer e Groningen. O centro regional para serviços de computação em nuvem da Microsoft está na Holanda. No fim de junho, o Google anunciou planos de investir 1 bilhão de euros (US$ 1,1 bilhão) para expandir sua infraestrutura de centro de dados. Um novo centro será instalado em Agriport, a cerca de 50 km ao norte de Amsterdã, e um centro já em operação em Eemshaven, a cerca de 210 quilômetros ao norte, será expandido.

Economia