PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Aprenda a adorar roupas usadas mesmo depois do suor

Karen Toulon

09/01/2020 10h44

(Bloomberg) -- Minha queda por roupas usadas teve origem décadas atrás. Aparentemente, ao vasculhar pilhas de mofo em busca de vestidos que antes tinham asas de anjo, tenho feito minha parte para salvar o planeta.

O mercado de vestuário usado nos Estados Unidos deve expandir para US$ 32 bilhões em 2020, em relação aos US$ 28 bilhões do ano passado, segundo um relatório do setor.

Nos últimos meses, os sites de revendas divulgaram o quanto são diferentes de varejistas tradicionais, destacando a quantidade de desperdício que economizam reciclando roupas. Ao mesmo tempo, as empresas enfatizam o quanto são exatamente como as varejistas tradicionais quando se trata de práticas básicas de compras. Precisa de algum item? Visite uma loja de segunda mão. Precisa de um presente? Confira um site de roupas usadas. Não sabe o que comprar para alguém especial? Não se preocupe. Existem vales-presente!

Alguns sites, como o líder do setor, ThredUP, concentram-se em marcas que consumidores podem encontrar em shoppings. Outros, como The RealReal e Poshmark, oferecem grifes sofisticadas e peças vintage, o que geralmente significa que as roupas têm pelo menos 20 anos.

No Natal passado, pensei: realmente poderia fazer algumas das minhas compras natalinas em um site de revendas? E, se comprasse para outras pessoas, elas se importariam se as roupas tivessem sido usadas por outras?

Não é uma preocupação enorme. Mas também não é insignificante. De onde vieram essas roupas? Isso não está na etiqueta. É simples como "entra o novo e sai o velho?" Talvez por ganho ou perda de peso? Mudanças de preferência sobre moda? Os antigos donos passaram para a grande loja de revendas no céu?

Eu precisava de um voluntário para fazer o teste. Alguém que apreciase roupas bem-feitas. Alguém que pode ou não se melindrar por vestir uma camisa que já esteve suada anteriormente. Ou pior.

Meu marido seria o candidato involuntário.

Decidi por um terno. Conheço as medidas de meu marido. Pesquisei de acordo com essas especificações, de acordo com o preço - menos de US$ 400 - e cheguei a algumas opções da Paul Smith. Com uma oferta de 20% de desconto, selecionei um terno azul de lã e mohair por US$ 225 ou US$ 180 após o desconto. Condição: Muito bom. Chequei o site da Paul Smith. Os novos ternos da Paul Smith tinham preço inicial de US $ 1.560. Por enquanto, tudo bem.

O RealReal diz que minha compra economizou 241 litros de água e 70 quilômetros de viagens de carro.

Acrescentei uma gravata Hermes Silk Abstract estampada com preço estimado de US$ 195 no varejo. Estava à venda por US$ 75, mas saiu por US$ 60 após os 20% de desconto. A condição da gravata foi descrita como praticamente nova, sem sinais óbvios de desgaste.

No prazo de uma semana, meus pacotes chegaram.

Ambos os itens vieram como anunciados, na aparência e textura. O terno era lindo. O blazer poderia ser usado logo que saiu da caixa; as calças precisavam ser passadas. A gravata era perfeita.

No dia de Natal, meu marido, Eric, admirou o embrulho e começou a abri-lo.

O terno foi provado primeiro. Ele vestiu o blazer tamanho 40. Foi um sucesso. Talvez Eric tenha sido conquistado porque caiu como uma luva.

"Você se importa que o blazer e, mais especificamente, a calça, tenham pertencido a outra pessoa?" Nada soa exatamente como "Feliz Natal" como interrogar seu marido.

"Nem um pouco", disse Eric. Ele não é viciado em roupas, mas, como pintor experiente, respeita a proporção, o trabalho e a cor.

"Você acha que está menos preocupado porque imagina que o ex-dono tinha certa classe social", pergunto.

Uma sensação adorável para ser introduzida no meio desta temporada de doações desinteressadas. Acho que o clima de entusiasmo realmente foi suspenso por um momento, também para processar a pergunta. Esses sites oferecem itens sofisticados com serviço sofisticado. Isso está o mais longe possível de vasculhar uma lixeira com itens de segunda mão.

"De forma alguma", respondeu.