PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Goldman exclui Ásia em meta de tornar conselhos mais diversos

Kiuyan Wong, Julia Fioretti e Cathy Chan

24/01/2020 15h08

(Bloomberg) -- O Goldman Sachs se prepara para aumentar a diversidade nos conselhos corporativos, mas o banco de investimentos excluiu uma região particularmente desafiadora da iniciativa: a Ásia.

O diretor-presidente David Solomon revelou esta semana que, a partir de julho, o banco não coordenará ofertas públicas iniciais para empresas que não tenham uma mulher ou representante de minorias em um cargo de direção. Mas a regra se aplica apenas a IPOs nos Estados Unidos e na Europa. A exclusão da Ásia é impressionante, dado o quão comum são os conselhos masculinos na região. Outros bastiões do domínio masculino, incluindo a América Latina e o Oriente Médio, também não foram mencionados.

Uma porta-voz do Goldman disse que o banco irá considerar a implementação do plano na Ásia e em outras regiões ao longo do tempo, depois de consultar seus clientes, à medida que a conscientização sobre a diversidade melhora nessas áreas.

"Atualmente, não há desculpa para as empresas terem conselhos sem diversidade e totalmente masculinos", disse Fern Ngai, CEO da Community Business, um grupo de Hong Kong que defende práticas comerciais responsáveis e inclusivas. O Goldman "deve incluir a Ásia. Não vejo por que não."

Inicialmente, o Goldman tem como alvo regiões onde as empresas avançaram em incluir mulheres em decisões de alto nível. Na Califórnia, a nova legislação exige a diversidade dos conselhos, com multas por não conformidade. A Ásia fica atrás não apenas dos EUA e da Europa, mas também da líder global África na proporção de mulheres nos conselhos de administração de empresas, segundo dados do McKinsey Global Institute divulgados no fim do ano passado.

--Com a colaboração de Zhen Hao Toh e Jeff Green.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Repórteres da matéria original: Kiuyan Wong Hong Kong, kwong739@bloomberg.net;Julia Fioretti Hong Kong, jfioretti4@bloomberg.net;Cathy Chan Hong Kong, kchan14@bloomberg.net