PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Foxconn adia retorno da produção em fábricas de iPhones na China

Bloomberg News

10/02/2020 10h09

(Bloomberg) -- A Hon Hai Precision Industry comunicou a alguns funcionários de sua principal fábrica de iPhones que vai adiar a retomada da produção, um sinal dos obstáculos enfrentados pela maior parceira da Apple em meio ao surto de coronavírus.

A Hon Hai, também conhecida como Foxconn, enviou uma mensagem por meio de seu aplicativo interno no domingo de que não tinha como definir uma data de retorno ao trabalho "até novo aviso" para sua unidade de negócios iDPBG, de acordo com uma versão à qual a Bloomberg News teve acesso. Essa divisão fabrica aparelhos para a Apple em uma fábrica em Zhengzhou, conhecida como a cidade do iPhone na região central da China, e em duas outras unidades em Shenzhen. Não está claro quantos funcionários receberam a mensagem e se outros foram convocados para retornar ao trabalho.

A Foxconn não quis comentar a mensagem. A empresa disse na segunda-feira que suas fábricas cumprirão as medidas do governo e retomarão a produção de maneira "ordenada", com o retorno gradual dos trabalhadores.

A diretiva interna deve gerar mais confusão sobre quando a empresa que monta eletrônicos para a maioria das principais marcas de tecnologia do mundo acionará as fábricas. A Foxconn disse para funcionários de sua sede no sul de Shenzhen que não retornassem ao trabalho depois do feriado prolongado do Ano Novo Lunar, que terminou em 10 de fevereiro, segundo um memorando obtido pela Bloomberg.

Nem todos os funcionários viajaram às suas cidades de origem durante o feriado, por isso ainda há trabalhadores disponíveis nos locais de produção, segundo pessoas a par das operações da fábrica. Mas não está claro quantos desse total estão disponíveis.

A unidade também pode ter dificuldade em contratar trabalhadores após o feriado. Um aplicativo de recrutamento para a unidade iDPBG mostra que duas de suas fábricas em Shenzhen haviam recebido apenas 800 formulários de ex-funcionários na segunda-feira de manhã. As instalações pretendem recontratar até 3 mil pessoas.

Apple e Foxconn estiveram entre as primeiras empresas a tentar quantificar o impacto da epidemia. A Hon Hai reduziu as estimativas para 2020 na semana passada, antecipando cortes na cadeia de produção da Apple, bem como demanda e crescimento econômico mais fracos.

To contact Bloomberg News staff for this story: Yuan Gao Beijing, ygao199@bloomberg.net;Debby Wu Taipei, dwu278@bloomberg.net

PUBLICIDADE