PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

China aproveita alta do dólar para comprar soja do Brasil

Isis Almeida e Tatiana Freitas

19/03/2020 09h27

(Bloomberg) -- A China tem aumentado a demanda por soja brasileira em meio à desvalorização do real, o que impulsiona as vendas de agricultores, segundo pessoas a par do assunto.

Na terça-feira, o maior importador de soja do mundo comprou mais de 10 cargas do Brasil para embarque principalmente em maio e junho, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas. As compras ocorrem em meio à alta do dólar, que vem batendo consecutivos recordes em relação ao real.

Aproveitando a alta da moeda americana, agricultores brasileiros haviam vendido 61% da produção estimada para esta safra em 6 de março, acima dos 50% do mês anterior, segundo a consultoria Safras & Mercado. As vendas antecipadas para a próxima safra também aceleraram, com ofertas próximas dos preços à vista, um movimento atípico.

As importações de soja da China devem aumentar depois de abril com as compras de grãos do Brasil. Os embarques devem somar 8,5 milhões de toneladas em maio, informou o Centro Nacional de Informações de Grãos e Óleos da China na quinta-feira. Os estoques de soja na China caíram para o menor nível desde pelo menos 2016, com as importações estimadas em apenas 4 milhões de toneladas em março, segundo o centro.

Embora a China tenha recentemente comprado soja dos EUA devido a atrasos nos portos brasileiros, a queda das taxas de frete também ajuda as vendas do Brasil, disseram as pessoas. O índice Baltic Dry, uma medida do custo de embarque de produtos como minério de ferro e grãos, despencou diante dos temores de uma desaceleração econômica global devido à propagação do coronavírus.

©2020 Bloomberg L.P.