PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Mercado acionário é abalado a cada novo bloqueio em países

Moxy Ying e Abhishek Vishnoi

23/03/2020 13h00

(Bloomberg) -- As bolsas da Ásia mandam um alerta ao mundo: toda vez que um bloqueio é imposto, as ações domésticas correm risco de levar uma surra.

Na segunda-feira, a Nova Zelândia anunciou o isolamento de todo o país daqui a dois dias. Como resultado, as ações tiveram o pior desempenho já registrado. No fim de semana, a Índia decidiu fechar os principais centros do governo e financeiros. Com isso, o índice acionário de referência do país também foi atingido pela maior queda em registro. A Austrália disse que vai impor controles mais rigorosos e fechar bares, restaurantes e cassinos; o principal índice fechou no nível mais baixo desde 2012.

"A execução de bloqueios transforma medos ou especulações de investidores em realidade", disse Sameer Kalra, fundador da Target Investing, em Mumbai. "E essas medidas são um choque para todos."

As preocupações aumentam devido à queda acentuada da atividade comercial e a uma possível recessão após os bloqueios. As negociações com índices futuros do mercado acionário dos EUA foram suspensas pela nona vez em 10 dias, enquanto operadores avaliam o impacto da paralisação de cidades de Nova York a Los Angeles e a votação de senadores do Partido Democrata para bloquear o pacote de resgate econômico contra o coronavírus. O índice FTSE 100 chegou a cair 5,2%, refletindo a possível paralisação total da economia do Reino Unido.

Cingapura também planeja barrar a entrada de todos os visitantes de curta duração e de trabalhadores estrangeiros. O índice Straits Times chegou a cair 8,4%, o que seria a maior queda desde 2008. A vizinha Tailândia impôs o bloqueio parcial de Bangcoc e de áreas metropolitanas desde domingo, o que provocou um mergulho de 8% da bolsa e suspendeu as negociações. Enquanto isso, Hong Kong proibiu a entrada de não residentes por 14 dias e impediu que bares sirvam bebidas alcoólicas.

"Os investidores vendem ações de maneira mais indiscriminada e mais ampla do que em quedas anteriores", disse Eli Lee, chefe de estratégia de investimentos do Bank of Singapore. "Acreditamos que o contorno do mercado da crise do Covid-19 tem mais probabilidade de ser em forma de W ou U, em vez de uma recuperação em V" caso não vejamos uma melhora repentina da trajetória do vírus em breve.

Esperança

No entanto, os índices acionários em mercados como Coreia do Sul, Hong Kong, Japão e Taiwan são negociados acima de seus pisos mais recentes, enquanto os futuros dos EUA reduziram as perdas após atingirem o limite de baixa. Isso pode ser sinal de que o clima de investimento não é tão ruim, disse Alex Wong, diretor de gestão de ativos da Ample Capital.

"Acho que o mercado espera que o projeto de lei seja aprovado no final das contas", disse Wong. "Pode ser uma questão de 'quando' e não de 'se'", afirmou em referência ao pacote de resgate dos EUA.

©2020 Bloomberg L.P.