PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Aposta em juros melhora desempenho das ações e piora da moeda

Aline Oyamada

27/04/2020 17h34

(Bloomberg) -- O real liderou a queda entre as principais moedas, enquanto as ações registraram os melhores ganhos do mundo, à medida que os operadores retomaram as apostas de que o país será capaz de manter os juros baixos por mais tempo.

O real perdeu 1,8%, para R$ 5,6877, depois que o presidente Jair Bolsonaro reforçou seu apoio ao ministro da Economia Paulo Guedes na manhã desta segunda-feira, aliviando parte da preocupação que o Brasil perderia seu czar econômico no meio da pandemia de coronavírus.

A perspectiva de queda nos juros, que diminui o apelo do carry trade do real, está por sua vez impulsionando as ações . O Ibovespa subiu até 4,2%, recuperando parte das perdas de sexta-feira.

Bolsonaro disse na segunda-feira que Guedes é responsável pela política econômica, aliviando os temores dos investidores sobre o aumento dos gastos do governo. As declarações do presidente acontecem quando seu governo enfrenta a mais forte crise política após a renúncia do ministro da Justiça Sergio Moro na sexta-feira e especulações de que Guedes poderia ser o próximo.

Embora as observações de Bolsonaro sejam importantes, uma maior escalada de tensões alimentará a preocupação com uma "administração disfuncional", Roberto Secemski, economista do Barclays Capital, de Nova York, escreveu em relatório. Embora ainda não haja apetite político por um impeachment, será importante observar o índice de aprovação de Bolsonaro, segundo ele.

"As condições ainda podem estar sujeitas a mudanças à medida que a recessão se desenrola e as investigações produzam resultados potencialmente prejudiciais", escreveu Secemski.

Os títulos soberanos em dólar do Brasil estenderam as quedas de sexta-feira. As notas mais longas caíram entre 1 e 1,6 centavos, com títulos com vencimento em 2037 liderando as quedas. O CDS de cinco anos do país subiu pelo sexto dia para 375 pontos base, maior nível em seis semanas.

©2020 Bloomberg L.P.