PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Perdas de seguradoras globais com vírus podem somar US$ 203 bi

Benjamin Robertson

14/05/2020 10h36

(Bloomberg) -- O Lloyd's of London, maior mercado de seguros do mundo, estima que o setor deve registrar perdas de cerca de US$ 203 bilhões com a pandemia de coronavírus neste ano.

As perdas estimadas incluem cerca de US$ 107 bilhões em subscrição de seguros, e o restante em carteiras de investimentos das seguradoras, informou o Lloyd's em comunicado. Os custos dos sinistros coincidem com alguns dos furacões mais catastróficos dos últimos anos e podem aumentar ainda mais se o vírus não for controlado, disse o Lloyd's.

Segundo o Lloyd's, quando a escala e complexidade do impacto social e econômico do Covid-19 sejam totalmente compreendidas, é provável que o custo total para o setor global de seguros - que exclui o de vida - "seja muito superior a esses eventos históricos".

A pandemia, que infectou pelo menos 4,2 milhões e matou quase 300 mil, apresentou o maior desafio ao setor de seguros até o momento. Ao desencadear uma avalanche de pedidos de indenizações relacionados a eventos cancelados, paralisação de empresas e outros custos, o surto ameaça uma recessão global que coloca em risco o pagamento de muitos prêmios de seguro para famílias e empresas.

Com o bloqueio das economias, muitas seguradoras europeias deixaram de fornecer estimativas de lucros e suspenderam dividendos.

O Lloyd's estima pagamento entre US$ 3 bilhões e US$ 4,3 bilhões para clientes globais, escala semelhante aos ataques de 11 de setembro de 2001.

"O que há de especial nisso é que reduz os valores dos ativos e cria passivos", disse o presidente do conselho do Lloyd's, Bruce Carnegie-Brown, em entrevista.

©2020 Bloomberg L.P.

Economia