PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

UE aposta em esforço de Johnson para fechar acordo comercial

Ian Wishart

18/05/2020 12h00

(Bloomberg) -- A União Europeia aposta que o primeiro-ministro britânico Boris Johnson quer tanto um acordo comercial que vai se comprometer a conseguir um.

Com as negociações entre os dois lados em um impasse e as chances de um acordo antes de uma importante cúpula em junho remotas, autoridades da UE dizem que não veem razão para mudar de rumo. Quando o negociador-chefe da UE, Michel Barnier, alertou na sexta-feira que um acordo pode ser impossível de ser alcançado, seu comentário foi tanto para pressionar o Reino Unido a recuar quanto para sinalizar um colapso iminente das negociações, disseram.

"Para progredir nesta negociação - se ainda for intenção do Reino Unido fechar um acordo com a UE - o Reino Unido terá que ser mais realista", disse Barnier. "Terá que mudar de estratégia."

Autoridades da UE estão cientes de que é um pedido de peso para um governo liderado por um grupo de políticos que não só apoiaram o Brexit, mas também pensam que a antecessora de Johnson, Theresa May, cedeu demais nas negociações sobre a saída do país. Mas o bloco ainda aposta que, quanto mais perto o Reino Unido estiver do final do período de transição em 31 de dezembro, maior a probabilidade de recuar.

Não é uma aposta pequena, ainda mais porque o Reino Unido espera que a UE seja a primeira a ceder terreno. Em entrevista à BBC no domingo, o ministro do gabinete britânico, Michael Gove, instou a UE a "mostrar um pouco de sua lendária flexibilidade" nas negociações.

Pouca margem

A equipe de Barnier tem pouca margem de manobra porque é limitada pelo mandato concedido pelos 27 governos do bloco. Autoridades britânicas dizem que, para que o impasse acabe, Barnier precisa de uma nova diretriz que permita maior flexibilidade. Isso, no entanto, exigiria o acordo unânime dos líderes nacionais da UE, um resultado incerto.

Não há planos de buscar uma mudança no mandato, e a UE continuará a pressionar o Reino Unido para atender suas demandas na íntegra, disse uma autoridade em Bruxelas. A UE não desistirá das negociações e, por enquanto, a estratégia é permanecer firme, disse. Isso indica que Bruxelas não espera avanços antes da cúpula prevista para junho ou imediatamente depois.

Enquanto o Reino Unido quer apenas um acordo comercial com a Europa, o bloco quer muito mais, e isso está no cerne do problema. A UE busca um amplo acordo que abranja muitas áreas de políticas, desde segurança até regras da aviação - e deseja uma maneira única de governar todo o acordo. Isso também envolveria o Tribunal de Justiça Europeu, o que enfrenta oposição do Reino Unido.

©2020 Bloomberg L.P.