PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Bancos britânicos se preparam para perspectiva de juro negativo

Harry Wilson, Lucy Meakin e Stefania Spezzati

21/05/2020 16h18

(Bloomberg) -- Bancos britânicos enfrentam a perspectiva de importar as taxas de juros abaixo de zero da Europa, o que pode afetar os lucros já atingidos pela pandemia de coronavírus em meio à concretização do divórcio do Brexit.

Autoridades do Banco da Inglaterra começam a falar abertamente sobre juros negativos, apagando a linha vermelha traçada pelo ex-presidente da instituição, Mark Carney. Seu sucessor, Andrew Bailey, disse a parlamentares na quarta-feira: "Mudei um pouco de posição", e não quis descartá-la.

Seus comentários destacaram o intenso debate com a inflação desacelerando para o nível mais baixo desde 2016 e o país vendendo dívida com rendimento abaixo de zero pela primeira vez. Para bancos britânicos, as taxas negativas seriam apenas mais um sinal de como o Covid-19 virou o setor de cabeça para baixo. Com os ganhos atingidos pela economia paralisada - desde o aumento dos empréstimos duvidosos até o congelamento do mercado imobiliário -, o negócio principal dos bancos de receber depósitos e conceder empréstimos agora é desafiado.

Juros abaixo de zero em relação à taxa básica atual de 0,1% podem reduzir os lucros antes dos impostos dos bancos domésticos em 50% a 80%, segundo estimativa do Bank of America.

"Os grandes bancos vão odiar taxas negativas", diz Paul Lynam, que trabalhou no Royal Bank of Scotland e agora é diretor-executivo do Secure Trust Bank.

©2020 Bloomberg L.P.