PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

ChemChina conversa com fundos sobre pré-IPO da Syngenta: Fontes

Bloomberg News

14/07/2020 12h23

(Bloomberg) -- A China National Chemical está em negociação com potenciais investidores, incluindo a China Investment Corp. (CIC), para a venda de uma participação na Syngenta, antes de uma oferta pública inicial da empresa suíça de agroquímicos, segundo pessoas a par do assunto.

A China National Chemical, ou ChemChina, também entrou em contato com o Silk Road Fund entre os fundos estatais chineses para investimentos na Syngenta, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas.

A ChemChina teria planos de levantar US$ 10 bilhões na rodada pré-IPO da Syngenta, informou a Reuters em dezembro, citando fontes não identificadas. Mas a ChemChina pode ter como alvo um valor mais baixo, já que alguns possíveis investidores não gostaram dos termos da rodada, o que implica um valuation muito alto da empresa, disseram as pessoas. A pandemia de Covid-19 também teve impacto nos esforços de captação de recursos, disseram.

A ChemChina pretende concluir o financiamento pré-IPO da Syngenta antes do fim do ano, que seria seguido de uma listagem no conselho Star de Xangai para empresas de alta tecnologia já em 2021, disseram as pessoas. O conselho Star, que comemora seu primeiro aniversário no fim deste mês, atraiu recentemente líderes nacionais, como a Semiconductor Manufacturing International e a Geely Automobile Holdings para segundas listagens.

Uma porta-voz da ChemChina disse que não tem conhecimento sobre o assunto em resposta à consulta da Bloomberg News, acrescentando que a Syngenta planeja buscar um IPO no momento apropriado, de acordo com as condições do mercado e dos negócios.

Um representante da Syngenta disse que a empresa está focada na meta de estar pronta para abrir capital em meados de 2022, sem fornecer mais detalhes. Representantes da CIC e do Silk Road Fund não responderam imediatamente a pedidos de comentário.

A ChemChina adquiriu a Syngenta por US$ 43 bilhões em 2017, o que marcou a maior aquisição estrangeira da China até o momento, em meio ao objetivo do país de usar as tecnologias químicas e de sementes de primeira linha da Syngenta para melhorar a produção agrícola doméstica.

Um financiamento pré-IPO seguiria a reorganização da Syngenta no mês passado, que incorporou outras unidades agrícolas da ChemChina, como a Adama, e o negócio agrícola do conglomerado chinês Sinochem. A nova Syngenta, com sede na Suíça, possui 48 mil funcionários em mais de 100 países.

A Syngenta ainda está no prazo para uma oferta pública inicial em meados de 2022, disse o CEO Erik Fyrwald em entrevista em junho. O grupo continuará reduzindo o uso de pesticidas, disse, pois consumidores e governos se tornam mais conscientes sobre o meio ambiente.

©2020 Bloomberg L.P.