Seguradoras pedem aumento da idade de aposentadoria na América Latina

Cidade do Panamá, 18 mai (EFE).- As principais administradoras de fundos de pensões da América Latina pediram nesta quarta-feira na Cidade do Panamá o aumento da idade de aposentadoria, principalmente a das mulheres, com o objetivo de preservar os sistemas previdenciários.

"Não podemos continuar com as mesmas idades de aposentadoria e com as mesmas taxas de 30 anos atrás. O sistema chileno, por exemplo, tem 35 anos de vigência", declarou o presidente da Federação Internacional de Administradoras de Fundos de Pensões (FIAP), Guillermo Arthur, durante uma reunião da associação realizada no Panamá.

As pensões na América Latina, explicou Arthur, estão "ameaçadas" por duas variáveis fundamentais: o aumento da expectativa de vida e a redução das taxas de juros.

"Se eu hoje dia vou viver 30% mais do que quando foi criado o sistema de pensões, como vou me financiar com o mesmo dinheiro? Uma mulher que chega aos 60 anos no Chile vive, em média, 29 anos mais", disse o presidente da FIAP.

Na opinião de Arthur, esse panorama se repete no restante dos países da América Latina e é mais aguçado no caso das mulheres, que geralmente vivem geralmente mais tempo e têm idade de aposentadoria menor.

As taxas de juros, por outro lado, passaram nas últimas décadas do 5,5% para 0,3%, afirmou Arthur.

"Cada ponto a menos na taxa de juros significa 20% menos de pensão", detalhou o diretor.

A associação, que realiza seu XIV Seminário Internacional no Panamá até a sexta-feira, também pediu para se "promover os planos de economia provisória voluntária" e os conhecidos como "ativos alternativos".

Esses produtos "têm menos liquidez que os ativos normais mas maior rentabilidade" e "contribuem para a segurança dos fundos por seu comportamento contracíclico".

As administradoras dos 16 países que fazem parte da FIAP administram mais de US$ 650 bilhões, 90% desse montante concentrado em México, Peru, Colômbia e Chile, segundo dados da própria federação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos