Bolsas

Câmbio

Alimentec termina em Bogotá com possíveis negócios no valor de US$ 31 milhões

Bogotá, 11 jun (EFE).- A Feira Internacional da Alimentação (Alimentec) 2016 encerrou neste sábado sua nona edição com expectativas de negócios no valor de mais de US$ 31 milhões, após a participação de compradores provenientes de 20 países, informaram seus organizadores.

A feira mais importante da indústria de alimentos e bebidas da América Latina gerou mais de 1.285 reuniões de negócios com compradores de Brasil, Antilhas Holandesas, Aruba, Barbados, Bolívia, Canadá, Chile, Costa Rica, Equador, El Salvador, Espanha, Estados Unidos, Guatemala, Jamaica, México, Nicarágua, Panamá, Peru, Porto Rico e Venezuela.

A aliança com a Koelnmesse e sua feira Anuga na Alemanha permitiu que a Alimentec 2016 trouxesse a expositores e visitantes o cenário propício para negociar e estabelecer contatos com os principais fabricantes, atacadistas e distribuidores da Colômbia.

Assim confirmou Alfredo Vais Pinto, vice-presidente da multinacional Rational para a área de Centro América e Caribe.

"É a primeira vez que participamos da Alimentec e viemos com um grande investimento de US$ 60.000. Cozinhamos uma tonelada de comida com oito chefs com que preparamos tudo para servir os visitantes", afirmou Pinto.

Na feira esteve presente o confeiteiro Buddy Valastro, que se declarou feliz por visitar a Colômbia e que existam tantas pessoas interessadas na arte da confeitaria.

Valastro afirmou, além disso, que "espaços como a Alimentec fazem com que a cada dia os confeiteiros se interessem por ser mais profissionais, o que é fabuloso para a indústria".

A feira contou também com uma agenda acadêmica que permitiu aos presentes conhecer o que é necessário para o sucesso de um bom restaurante.

Além disso, incluiu a aposta de várias entidades como o Escritório das Nações Unidas contra a Droga e o Delito e o Departamento de Prosperidade Social, que trabalham com os camponeses colombianos e a população vulnerável para recuperar a agricultura e as expressões próprias do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos