Microsoft anuncia compra da Linkedin por US$ 26,2 bilhões

Nova York, 13 jun (EFE).- A Microsoft anunciou nesta segunda-feira um acordo para adquirir a rede social LindkedIn, em uma operação avaliada em US$ 26,2 bilhões.

"A equipe da Linkedin criou um negócio fantástico centrado em conectar profissionais de todo o mundo", ressaltou o executivo-chefe da Microsoft, Satya Nadella, no comunicado conjunto com o qual se anunciou a operação.

A expectativa é que a aquisição seja completada antes do final desse ano.

De acordo com os termos da operação, a Microsoft pagará US$ 196 por cada ação da Linkedin. Os títulos da rede profissional fecharam cotados na sexta-feira com um preço de US$ 131,08.

A Linkedin manterá "sua distintiva marca, sua cultura e sua independência", segundo o comunicado, que acrescenta que Jeff Weiner seguirá à frente da empresa como executivo-chefe, mas informando de sua gestão a Nadella.

"Hoje é o momento para a refundação da Linkedin", afirmou o cofundador dessa empresa e presidente do conselho de administração, Reid Hoffman, em declarações contidas no mesmo comunicado.

A operação foi apoiada "unanimemente" pelos conselhos de administração de ambas empresas, embora ainda esteja pendente da aprovação das autoridades reguladoras.

O anúncio foi divulgado antes da abertura do pregão de hoje em Wall Street. Nas transações eletrônicas prévias, os títulos da Linkedin subiam 63,3%, até US$ 194,30, enquanto os da Microsoft caíam 3,2%, para US$ 49,85.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos