Bolsas

Câmbio

Avião solar inicia travessia do Atlântico, uma das mais difíceis

Genebra, 20 jun (EFE).- O avião Solar Impulse II, que voa exclusivamente com energia captada do sol, começou nesta segunda-feira um de seus trajetos mais difíceis, a travessia do Oceano Atlântico, do aeroporto JFK de Nova York, nos Estados Unidos, até o de Sevilha, na Espanha.

A aeronave, que decolou hoje da cidade americana às 2h30 locais (3h30 de Brasília), deve aterrissar no aeroporto de Sevilha cerca de 90 horas depois, na próxima quinta-feira dia 23.

Durante esta etapa, que se apresenta como uma das mais difíceis devido a sua duração - quatro dias e quatro noites sem intervalo, se as condições meteorológicas permitirem -, o Solar Impulse II será pilotado por um dos inventores da aeronave, Bertrand Piccard.

Este novo trecho só é comparável ao realizado no ano passado pelo outro engenheiro que desenvolveu o projeto, André Borschberg, quando sobrevoou o Oceano Pacífico durante cinco dias e noites, batendo um novo recorde e demonstrando que o avião é capaz de voar continuamente.

Este projeto busca conscientizar e convencer, através da volta ao mundo do avião movido exclusivamente com energia solar, os governos de todo o planeta a implementarem as soluções tecnológicas que permitam preservar o meio ambiente.

Por enquanto, a travessia do avião, na qual Piccard e Borschberg vêm se alternando na pilotagem, está 80% completa.

Na etapa anterior, Borschberg percorreu os 129 quilômetros entre Lehigh Valley, no estado americano da Pensilvânia, até Nova York.

Assim que o Solar Impulse II aterrissar pela primeira vez na Europa, seguirá sua viagem até Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, onde iniciou a travessia em março de 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos