PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

BIS afirma que Bancos Centrais cooperam estreitamente após "Brexit"

25/06/2016 18h43

Frankfurt (Alemanha), 25 jun (EFE). - O Banco de Compensações Internacionais (BIS) informou neste sábado que os "Bancos Centrais farão um atento acompanhamento do funcionamento do mercado e da estabilidade e cooperam estreitamente" após a decisão do Reino Unido de sair da União Europeia (UE).

O diretor da Junta de Economia Global, Agustín Carstens, disse que na reunião mantida neste sábado os governadores dos Bancos Centrais discutiram as implicações do referendo no Reino Unido sobre a UE.

"Os governadores respaldaram as medidas de contingência implementadas pelo Banco da Inglaterra e enfatizaram a preparação dos Bancos Centrais para apoiar o funcionamento apropriado dos mercados financeiros", acrescentou Carstens.

"Os Bancos Centrais realizarão um atento acompanhamento do funcionamento do mercado e da estabilidade e cooperarão estreitamente", acrescentou.

A Junta de Economia Global é o principal fórum de discussão dos governadores dos Bancos Centrais em suas reuniões bimensais.

O BIS, cuja sede se encontra na cidade suíça de Basileia, publica no domingo seu relatório anual em um momento de muita incerteza nos mercados financeiros e grande dependência dos Bancos Centrais.

O BIS, que também realiza no domingo sua assembleia anual, previu na sexta-feira "um período de incerteza e ajuste" depois que o Reino Unido decidiu em referendo sair da UE.

"Com boa cooperação em nível global, confiamos que seja possível conter a incerteza e que os ajustes ocorram o mais suavemente possível", segundo o BIS.