AIEA constrói primeiro banco de urânio pouco enriquecido no Cazaquistão

Astana, 26 ago (EFE).- A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) começou a construção do primeiro banco mundial de urânio pouco enriquecido na região leste do Cazaquistão, informou nesta sexta-feira Timur Zhantikin, o vice-presidente do Comitê de Supervisão de Energia Atômica do Ministério de Energia do Cazaquistão.

"Ontem colocamos o primeiro tijolo. Devido à importância política deste, decidimos construir um novo edifício com uma maior proteção. Não utilizaremos um edifício antigo. Planejamos ter maiores medidas de proteção e segurança", disse Zhantikin em entrevista coletiva.

O funcionário precisou que o banco ficará na metalúrgica Ulba em Oskemen, no Cazaquistão oriental.

"Esperamos que a construção esteja completa na segunda metade de 2017. Vamos completar a parte técnica, ou seja, que teremos novo edifício e estará equipado", comunicou o vice-presidente do Comitê.

Zhantikin afirmou, além disso, que o governo enviou o acordo sobre o banco de urânio pouco enriquecido ao parlamento para sua ratificação.

O governo do Cazaquistão e a AIEA assinaram o acordo sobre a construção do banco em agosto de 2015.

O banco de urânio pouco enriquecido pretende proporcionar uma reserva de combustível para ser posta à disposição dos Estados-membros da AIEA, a preços de mercado, como último recurso caso não sejam capazes de obter urânio pouco enriquecido para a geração de energia no mercado comercial mundial.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos