Ex-presidente da American Airlines é contratado pela United Continental

Nova York, 30 ago (EFE).- O presidente da American Airlines, Scott Kirby, deixou na segunda-feira a empresa e horas mais tarde foi contrato para ocupar o mesmo cargo na companhia aérea rival United Continental.

As ações da United Continental estavam cotadas em alta de mais de 7% duas horas depois do início da jornada na Bolsa de Nova York (NYSE), embora acumulem um forte retrocesso de 12% desde que começou o ano.

A saída de Kirby da American Airlines foi decidida nos últimos dias depois que o Conselho de Administração comunicou ao presidente que ele não poderia manter sua equipe executiva, segundo publica nesta terça-feira o "The Wall Street Journal".

Kirby, que como outros executivos da American Airlines não tinha um contrato e nem um acordo de não concorrência, recebeu uma indenização de US$ 13 milhões em dinheiro e ações da empresa, segundo o mesmo jornal.

De forma quase simultânea, a United Continental anunciou a contratação de Kirby para ocupar a presidência da companhia "com caráter imediato", cargo desde o qual reportará diretamente ao executivo-chefe, Oscar Muñoz.

A chegada de Kirby à United Continental se soma a outras mudanças adotadas por Muñoz desde que em março voltou a exercer suas funções após sofrer um ataque cardíaco, como a contratação de um novo diretor financeiro e um novo diretor comercial.

Por sua vez, o executivo-chefe da American Airlines, Doug Parker, anunciou em comunicado que seu atual diretor de operações, Robert Isom, será no novo presidente da companhia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos