Bolsas

Câmbio

Dow Jones fecha em baixa de 0,29%

Nova York, 31 ago (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta quarta-feira em baixa de 0,29%, com muitos investidores à espera da divulgação dos dados sobre emprego nos Estados Unidos, que sairá na sexta.

O principal indicador da Bolsa de Nova York perdeu 53,42 pontos, para 18.400,88. O seletivo S&P 500 recuou 0,24%, para 2.170,95 pontos, e o índice composto da Nasdaq caiu 0,19% e fechou aos 5.213,22.

Com as quedas de hoje, tanto o Dow Jones como o S&P 500 terminaram o mês de agosto com pequena queda acumulada, enquanto o Nasdaq Composite registrou alta inferior a 1%.

Wall Street acusou o golpe de uma forte redução dos preços do petróleo hoje em Nova York, que foi de 3,56%, para US$ 44,70 o barril. Essa baixa aconteceu após a divulgação de que as reservas de petróleo nos EUA aumentaram em 2,3 milhões de barris na semana útil encerrada em 26 de agosto. Já em Londres, o barril do Brent caiu 2,74%, para US$ 47,04.

As grandes prejudicadas foram as empresas do setor de energia e de matérias-primas, cujas ações como um todo caíram 1,37% e 1,3%, respectivamente.

A maior parte dos setores de Wall Street fechou o dia com números vermelhos com a exceção de três: o de bens de consumo não cíclicos (0,28%), o de serviços públicos (0,19%) e o de finanças (0,12%).

No Dow Jones, as principais quedas de hoje foram das ações de Chevron (-1,1%), Boeing (-1,04%) e Dupont (-0,91%). As altas mais expressivas foram dos papéis de Intel (0,53%), Coca-Cola (0,44%) e McDonald's (0,26%).

Muitos investidores que estavam acompanhando os próximos movimentos do Federal Reserve (Fed) optaram pelas vendas após a divulgação de dados sobre emprego divulgados pela empresa de consultoria Automatic Data Processing (ADP), segundo os quais as empresas privadas criaram 177 postos de trabalho nos EUA em agosto.

O dado é levemente superior às expectativas dos analistas, embora o número que os mercados esperam é o oficial, que será conhecido na sexta-feira.

Bons números de criação de empregos reforçariam as expectativas de que o Fed suba as taxas de juros mais cedo que o esperado, algo que também teria peso sobre a Bolsa de Valores.

No momento do fechamento do pregão, a onça do ouro caía para US$ 1.311,60, e a rentabilidade dos títulos da dívida pública americana com prazo de dez anos subia para 1,575%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos