Bolsas

Câmbio

Economia contrairá 3,14% em 2016, aponta Boletim Focus

Rio de Janeiro, 26 set (EFE).- A economia sofrerá neste ano uma contração de 3,14%, menor do que a de 2015 (-3,80%), quando o país teve seu pior resultado nos últimos 25 anos, segundo uma pesquisa entre economistas divulgada nesta segunda-feira pelo Banco Central.

Apesar da projeção confirmar a grave recessão do Brasil, os analistas voltaram a melhorar a previsão para o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano, já que até na semana passada esperavam uma retração de 3,15% em 2016 e há um mês previam uma queda de 3,16%, de acordo com o Boletim Focus.

Se essa previsão for confirmada, será a primeira vez que a maior economia da América do Sul, em grave recessão, encadeará dois anos seguidos de crescimento negativo desde a década de 1930.

Os economistas, no entanto, preveem que o Brasil se recuperará no próximo ano, para quando projetam um crescimento de 1,30%, abaixo da expansão de 1,35% prevista na semana passada, mas acima dos 1,23% esperados há um mês.

Quanto à inflação, os economistas melhoraram a projeção tanto para este ano como para 2017.

De acordo com a nova projeção, a inflação no Brasil neste ano será de 7,25%, quase um décimo abaixo dos 7,34% calculados há uma semana e há um mês.

Apesar dos analistas esperarem para este ano uma alta dos preços menor do que a de 2015, quando o Brasil registrou uma inflação de 10,67%, a maior em 13 anos, o índice ficará novamente acima da meta estabelecida pelo governo.

O Banco Central se impôs para este ano uma meta para a inflação de 4,50%, com uma margem de tolerância de dois pontos percentuais, o que estabelece o limite tolerado em 6,50% anual.

Quanto a 2017, os especialistas esperam uma inflação de 5,07%, abaixo dos 5,12% projetados há uma semana e dos 5,14% previstos há um mês.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos