Dow Jones fecha em baixa de 0,19%

Nova York, 18 nov (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou em baixa de 0,19%, derrubado pelas empresas do setor de saúde, mas terminou a semana com valorização.

O principal indicador da Bolsa de Nova York perdeu hoje 35,89 pontos e ficou com 18.867,93. Já o seletivo S&P 500 caiu 0,24%, para 2.181,90 pontos, e o índice composto da Nasdaq recuou 0,23% e fechou aos 5.321,51.

Os operadores em Wall Street protagonizaram um pregão volátil que começou com altas moderadas em seus três indicadores e um novo recorde histórico intradia do Nasdaq Composite, mas a partir de antes da metade de sua duração e até o final os vendedores prevaleceram.

O Dow Jones acumulou alta de 0,11% nos últimos cinco dias, enquanto o S&P 500 subiu 0,81% e o Nasdaq avançou 1,61% no mesmo período.

Os dois grandes argumentos do dia foram o petróleo - que após vários altos e baixos terminou valorizado tanto em Nova York como em Londres - e o debate sobre a próxima elevação das taxas de juros por parte do Federal Reserve nos Estados Unidos.

A presidente do Fed de Kansas City, Esther George, afirmou hoje que a economia americana se beneficiaria de uma alta dos juros, enquanto o presidente do Fed de Saint Louis, James Bullard, opinou que cada vez mais se apoia que esta valorização ocorra em dezembro.

As empresas do setor de saúde foram as que tiveram a queda conjunta mais acentuada nesta sexta em Wall Street (-0,98%), seguida pelas do de matérias-primas (-0,45%).

No Dow Jones, as quedas mais acentuadas foram das ações de Merck (-1,32%), Procter & Gamble (-1,29%), Disney (-1,14%), American Express (-1,09%), Nike (-0,95%), Wal-Mart (-0,94%), Unitedhealth (-0,88%), Pfizer (-0,79%) e Coca-Cola (-0,51%).

As altas mais expressivas foram dos papéis de Chevron (1%), Boeing (0,7%), Travelers (0,58%), Verizon (0,48%), McDonald's (0,46%), Cisco Systems (0,43%) e IBM (0,37%).

No momento do fechamento do pregão, a onça do ouro caía para US$ 1.208,60, e a rentabilidade dos títulos da dívida pública americana com prazo de dez anos aumentava para 2,342%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos