Bolsas

Câmbio

Dow Jones fecha em alta de 0,12%

Nova York, 29 nov (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta terça-feira em alta de 0,12%, em um pregão impulsionado por dados econômicos favoráveis nos Estados Unidos, apesar de incertezas no mercado de energia.

O principal indicador da Bolsa de Nova York somou 23,70 pontos e ficou com 19.121,60. O seletivo S&P 500 subiu 0,13%, para 2.204,66 pontos, e o índice composto da Nasdaq, que chegou a registrar um recorde intradia de 5.403,86 pontos, perdeu força na reta final e avançou 0,21%, para 5.379,92.

O pregão havia começado com hesitação por parte dos investidores, apesar da divulgação, antes da abertura, de que o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu 3,2% no terceiro trimestre deste ano, em um ritmo maior que o registrado nos últimos dois anos. Esta alta foi três décimos maior que a primeira estimativa divulgada no fim de outubro pelo Departamento de Comércio.

As hesitações na abertura se transformaram depois em quedas, recuperando a tendência do pregão de ontem, que havia interrompido uma onda de altas que deram aos principais indicadores recordes positivos na última sexta-feira.

No entanto, as operações tomaram impulso depois que foi revelado que em novembro o índice de confiança dos consumidores nos EUA chegou a níveis que não eram registrados desde julho de 2007.

De acordo com a pesquisa elaborada pela organização The Conference Board, o índice de confiança dos consumidores na evolução da economia alcançou em novembro 107,1 pontos, acima dos 102 pontos esperado pelos analistas.

Estes dados permitiram que o pregão terminasse em território positivo, apesar de a queda nos preços do petróleo gerar desvalorizações nos títulos de companhias petrolíferas.

Wall Street também repercutiu hoje com incerteza o resultado da reunião que será realizada amanhã em Viena pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), que analisará um possível corte na produção. Não há certeza de que nessa reunião os países-membros aprovem essa redução de suas cotas de produção.

No Dow Jones, as altas mais expressivas foram de Unitedhealth (3,6%), Boeing (1,25%) e Pfizer (1,2%). As quedas mais acentuadas foram de Chevron (-1,05%), Caterpillar (-0,91%) e American Express (-0,89%).

No momento do fechamento em Wall Street, a onça do ouro caía para US$ 1.186,50, e a rentabilidade dos títulos da dívida pública americana com prazo de dez anos subia para 2,298%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos