Bolsas

Câmbio

Dow Jones fecha particamente estável

Nova York, 30 nov (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou praticamente estável nesta quarta-feira, em leve alta de 0,01%, em um pregão no qual os investidores repercutiram a decisão dos membros da Opep de reduzir sua extração de petróleo.

O principal indicador da Bolsa de Nova York somou 1,98 ponto e ficou com 19.123,58. O seletivo S&P 500 recuou 0,27%, para 2.198,81 pontos, e o índice composto da Nasdaq caiu 1,05% e fechou aos 5.323,68.

Os operadores protagonizaram um pregão volátil marcado, por um lado, por uma forte alta do preço do petróleo nos mercados internacionais e, por outro, pelo mau desempenho das ações de companhias do setor tecnológico.

Wall Street comemorou durante a manhã o acordo alcançado em Viena pelos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para a redução a produção de petróleo para 32,5 milhões de barris diários (mbd) a partir de 1º de janeiro.

Nos mercados de matérias-primas a notícia do pacto foi muito bem recebida, e o barril do Texas disparou 9,31% em Nova York, para US$ 49,44, e o do Brent também registrou forte alta em Londres, de 8,81%, para US$ 50,47.

Os investidores também festejaram um dado melhor do que o esperado sobre a saúde da economia americana, já que o setor privado criou em novembro 216 mil novos empregos, muito acima do esperado por analistas.

No Dow Jones, as quedas mais acentuadas foram dos títulos de Visa (-2,31%), Verizon (-2,08%), Coca-Cola (-1,94%), Intel (-1,73%), Merck (-1,61%), Wal-Mart (-1,32%), Microsoft (-1,29%), McDonald's (-1,16%), Nike (-1,13%) e Johnson & Johnson (-1,07%).

Já as altas mais expressivas foram das ações de Goldman Sachs (3,56%), Dupont (3,38%), Chevron (2,03%), Exxon Mobil (1,63%), Caterpillar (1,63%), JPMorgan (1,57%) e Unitedhealth (0,86%).

No momento do fechamento do pregão, a onça do ouro caía para US$ 1.175,40, e a rentabilidade dos títulos da dívida pública americana com prazo de dez anos subia para 2,382%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos