Bolsas

Câmbio

Hong Kong proíbe importação de carne do Brasil como "precaução"

Hong Kong, 22 mar (EFE).- O Hong Kong, segundo maior importador de carne brasileira depois da China, decidiu suspender de forma imediata e como "medida de precaução" a importação do produto após o escândalo surgido no país sobre a adulteração da carne.

O Centro de Segurança Alimentar (CFS) do departamento de Higiene e Meio Ambiente de Hong Kong anunciou a medida na terça-feira, depois que China, União Europeia e Chile impusessem proibições às importações, por conta do anúncio das autoridades brasileiras que alguns produtores teriam subornado a funcionários do governo para poder vender e exportar carne contaminada.

O órgão de Hong Kong decidiu pela suspensão da carne bovina e aves congeladas e frescas procedentes do Brasil com caráter imediato "até que tenhamos uma resposta definitiva dos fornecedores" sobre o que está ocorrendo, explicou o CFS através de um comunicado.

O CFS, que teria notificado as autoridades brasileiras sobre o veto às importações, afirmou que, por conta das investigações brasileiras, Hong Kong também reforçará a vigilância sobre a carne procedente do Brasil para resguardar a segurança alimentar e saúde públicas.

Hong Kong importou R$ 718 milhões em 2016 em carne bovina do Brasil, tornando-se no segundo mercado mais importante depois da China, que é o maior importador.

Dois das principais cadeias de supermercados de Hong Kong retiraram a carne brasileira de suas prateleiras de forma imediata, além disso, enviaram levar os produtos ao centro de segurança alimentar para sua análise.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos