Bolsas

Câmbio

China reabre mercado para carnes brasileiras após escândalo

Rio de Janeiro, 25 mar (EFE).- A China, um dos primeiros países a suspender as importações das carnes brasileiras após a deflagração da Operação Carne Fraca pela Polícia Federal, decidiu reabrir totalmente o mercado, informou neste sábado o ministro da Agricultura, Blairo Maggi.

"A China anunciou hoje a reabertura total do mercado às carnes brasileiras. Trata-se de atestado categórico da solidez e qualidade do sistema sanitário brasileiro e uma vitória de nossa capacidade exportadora", indicou Maggi em comunicado.

"Nos últimos dias, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Itamaraty e a rede de embaixadas do Brasil no exterior trabalharam incansavelmente para o êxito que se anuncia hoje. A regularização do ingresso da carne brasileira na China mostra o espírito de confiança mútua entre os dois países e a disposição para dialogar com boa fé", completou o ministro.

A China é um dos principais destinos da carne do Brasil, maior exportador mundial de carnes bovinas e aves. O escândalo pela descoberta de que empresas subornavam fiscais sanitários para poder vender carnes com prazo de validade vencida gerou uma grave crise e afetou seriamente a imagem do país no exterior, provocando perdas milionárias e ameaçando milhares de empregos.

"A China nunca fechou o mercado aos nossos produtos, mas apenas tomou medidas preventivas para que tivéssemos a oportunidade de oferecer todas as explicações necessárias e garantir a qualidade da nossa inspeção sanitária. Agradecemos o gesto de confiança da China, nosso parceiro estratégico, na credibilidade do sistema brasileiro", afirmou Maggi na nota divulgada hoje.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos