Cultivo de arroz perto de Fukushima é retomado

Tóquio, 24 mai (EFE).- Agricultores da cidade de Fukushima, no Japão, voltaram a plantar arroz perto da usina nuclear local após as tarefas de descontaminação da região ser completada, com o objetivo de analisar se o consumo deste produto seria seguro.

A iniciativa, apoiada pelas autoridades locais e noticiada hoje pela rede estatal "NHK", acontece em arrozais das localidades de Tomioka e Iitate, onde o cultivo deste cereal e de outros alimentos está atualmente restrito, e sobre as quais havia uma ordem de evacuação até o mês passado.

A capa de terra superficial dos arrozais foi retirada e recheada com areia procedente de outras regiões, dentro das tarefas de descontaminação e limpeza de resíduos radiativos feitas nos arredores da central de Fukushima Daiichi desde o desastre nuclear de 2011.

O cultivo experimental de arroz será feito junto com medições de radiatividade do produto, e tem como objetivo revitalizar a economia local, segundo um funcionário da câmara municipal de Tomioka à "NHK".

O Governo japonês defendeu que o arroz e outros produtos procedentes de Fukushima são suficientemente seguros para o consumo humano, embora sejam mantidas limitações sobre a agricultura e o gado nas áreas mais próximas à usina.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos