Bolsas

Câmbio

Mercado audiovisual busca espaço na América Latina em meio a "desafios"

São Paulo, 25 mai (EFE).- O mercado da tecnologia audiovisual procura seu espaço na América Latina em meio aos desafios "que o setor apresenta na região", segundo disse o presidente de Latinpress e diretor da feira especializada TecnoMultimídia InfoComm (TMI), Max Jaramillo.

A feira abriu as portas na terça-feira em São Paulo e apresenta as novas tendências do audiovisual e da automação até esta quinta-feira.

Jaramillo expressou otimismo sobre o evento, mas reconheceu que a América Latina é um mercado "difícil" porque não movimenta os mesmos volumes que nos Estados Unidos e na Europa para o setor.

"Gostaríamos de outra realidade, que fosse tudo mais fácil, mas não é. Eu me sinto orgulhoso", ressaltou Jaramillo, em declarações à Agência Efe.

A edição deste ano tem um grande foco educacional e, pela primeira vez, realiza o congresso 'Digital Signage Summit', focado nas últimas tendências de design e sinalização digital, que contam com um grande "potencial" na América Latina, segundo o diretor do evento.

Ao longo da feira, cerca de 80 empresas apresentam os seus últimos lançamentos no Brasil, país que é responsável por 31% do mercado na região, segundo Víctor Alarcón, diretor de projetos de TecnoMultimídia.

Os projetores de alta resolução a curta distância, os televisores em 4K, microfones e equipamentos de som que combinam tecnologias wireless e conexão à internet, a automação de espaços com controle digital de iluminação e outros itens são algumas das novidades da feira.

Os avanços tecnológicos do audiovisual reforçam a evolução de outros setores, como as soluções propostas para melhorar e complementar os sistemas de segurança, tanto para empresas como residências, e otimizam os recursos ao facilitar conferências, transmissões e reuniões em tempo real.

O design dos aparelhos e dos novos mecanismos utilizados nas soluções audiovisuais também marca uma tendência na feira, na qual os fabricantes levaram em conta a estética para combinar os espaços projetados por arquitetos.

No caso dos baffles, tradicionalmente escuros e nos cantos, a feira oferece uma gama de caixas de som coloridas que podem complementar o trabalho de decoradores e arquitetos, de acordo com João Yazbek, diretor da AAT Áudio.

Estão na feira as principais associações brasileiras do setor e empresas como Arthur Holm/Albiral España, ATEN International, Barco Brasil, BenQ Brasil, Casio, Crestron Latin America, Epson, Dealer Tech, Grupo Discabos Brasil, Flex Automation, Kramer Electronics Brasil e Milestone AV Technologies.

Também fazem parte dos expositores Munddo Distribuidora, Neocontrol, Panasonic Brasil, Ricoh Brasil, SBUS Automação, Shure Latin America e Sony Latin America, entre outras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos