Bolsas

Câmbio

Google mostrará empresas amigáveis com a comunidade LGBT em buscas

Bogotá, 22 jun (EFE).- O Google permitirá a partir desta quinta-feira (23) que os milhões de locais de interesse e empresas do mundo que estão registrados na ferramenta "Meu Negócio" a se declararem abertamente amigáveis com a comunidade LGBT, possibilitando que essa informação apareça nos resultados de busca.

A funcionalidade, disponível na no painel de configuração da plataforma para registrar as empresas com seus dados de contato, identificará locais, bares, restaurantes e outros negócios com a bandeira colorida da comunidade LGBT.

"Esses atributos tem como objetivo ajudar a comunidade LGBT em sua busca e descontos de negócios e serviços", explicou à Agência Efe Daniel Castelblanco, gerente de pesquisa para a América Latina e Caribe e líder de Diversidade do Google na Colômbia, um dos primeiros países da região a apresentar a iniciativa.

As empresas que decidam ativar a função poderão escolher entre as opções "amigável com LGBT" e "espaço seguro para transgêneros", levando em consideração as recomendações do Google para o tratamento adequado das pessoas, como "respeitar no local as demonstrações de afeto entre pessoas do mesmo sexo".

Bandeira com as cores do arco-íris

Com a opção selecionada, a bandeira com as cores do arco-íris, tradicional símbolo da comunidade no mundo, aparecerá abaixo dos dados de contato do estabelecimento, que previamente deve se registrar na plataforma "Meu Negócio".

"A funcionalidade também permitirá que as empresas destaquem seus espaços e práticas abertas e influentes com todos os membros da comunidade LGBT", indicou Castelblanco.

Durante o evento, alguns pequenos e médios empresários da comunidade na Colômbia foram treinados em ferramentais digitais. Eles ativaram o símbolo gay em seus estabelecimentos e aprofundaram outros usos de serviços do Google.

Na apresentação em Bogotá, a companhia também realizou uma atividade educativa com 60 crianças e jovens colombianos da Fundação Sergio Urrego, reconhecida na Colômbia pela luta contra a discriminação depois que o estudante que dá nome à organização ter se suicidado em 2014, vítima de homofobia.

"A atividade permitiu que eles participassem através dos Cardboard - dispositivos de fotos de realidade virtual do Google - de diferentes paradas do orgulho gay ao redor do mundo. Queríamos mostrar que é um momento de felicidade estar presente nesse tipo de evento", explicou à Efe Marco Zefferino, outro dos diretores de Diversidade do Google na Colômbia.

Alba Reyes, mãe de Urrego e encarregada da realização da oficina de conscientização dos jovens, afirmou à Efe que esse tipo de atividade é fundamental para "romper com o medo" "Fisicamente há medo de lidar com a diversidade", afirmou.

"O Google desde seu nascimento como empresa apoia todos os tipos de diversidade, incluindo a LGBT. A ideia é mostrar que a diversidade tem impacto sobre os negócios", disse Zefferino.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos