Bolsas

Câmbio

Enel começa a operar usinas solares na Bahia e no Piauí

Roma, 18 set (EFE).- A companhia italiana Enel informou nesta segunda-feira que começou suas atividades nas usinas solares de Ituverava, na Bahia, e Nova Olinda, no Piauí, os dois maiores parques atualmente em funcionamento na América do Sul.

Em comunicado, a empresa explicou que as instalações serão gerenciadas pela Enel Green Power Brasil Participações Ltda, a filial da companhia no país, e especificou que a capacidade total das usinas. Ituverava tem 254 MW e Nova Olinda 292 MW.

A usina de Ituverava conta com cerca de 850 mil painéis solares em uma área de 579 hectares. O investimento da Enel na estrutura foi de cerca de US$ 400 milhões. Ela tem capacidade de produzir de mais de 550 GWh por ano, o equivalente ao consumo anual de 268 mil casas no país, e evitará a emissão de 318 mil toneladas de CO2.

Já Nova Olinda tem quase 930 mil painéis solares em uma área de 690 hectares, podendo produzir mais de 600 GWh por ano, energia suficiente para abastecer 300 mil famílias brasileiras. A usina evitará o lançamento de 350 mil toneladas de CO2 na atmosfera e custou cerca de US$ 300 milhões.

A Enel explicou que a produção das duas usinas será vendida através de um contrato de fornecimento de 20 anos com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) do Brasil.

No país, o grupo Enel tem uma capacidade de energia renovável total instalada de aproximadamente 2.276 MW, dos quais 670 MW são de energia eólica, 716 MW de energia solar, 890 MW de energia hidroelétrica.

Além disso, a usina tem quase 275 MW de capacidade atualmente em construção, 172 MW de energia eólica e 103 MW de energia solar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos