Bolsas

Câmbio

CE vigiará se Google encerrará favorecimento a serviço próprio após multa

Bruxelas, 27 set (EFE).- A Comissão Europeia (CE) vai vigiará nos próximos meses se as medidas que o Google deve aplicar a partir de amanhã para encerrar o abuso de poder econômico nos serviços de comparação de compras, considerado ilegal, serão efetivas.

As informações foram divulgadas pela comissária europeia para a Concorrência, Margrethe Vestager, depois de a União Europeia ter imposto em junho uma multa de 2,24 bilhões de euros ao Google por favorecer seu próprio serviço de comparação de compras nas buscas na internet, o que representa um abuso da empresa.

O Google, que recorreu da decisão no Tribunal Geral da União Europeia, recebeu um prazo de 90 dias, que termina amanhã, para aplicar uma correção que garanta uma igualdade de tratamento entre o serviço da empresa e os de seus concorrentes.

"Depende do Google mostrar que está cumprindo a decisão e nós vigiaremos ativamente. Estivemos em contato, assim sabemos parte do que eles farão. Aguardamos o que ocorrerá amanhã e depende do Google confirmar o que eles estão planejando", disse a comissária.

Segundo Vestager, o Google deverá apresentar a cada quatro meses um relatório sobre como está cumprindo a decisão. Além disso, foram contratadas duas empresas para verificar se as medidas adotadas pela companhia americana são de fato efetivas.

A comissária também afirmou que levará "muito a sério" a opinião de outros atores do mercado, como os concorrentes do Google, na hora de fazer sua próxima avaliação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos