Bolsas

Câmbio

Chile barra entrada de Tyson no país devido a antecedentes criminais nos EUA

Santiago (Chile), 9 nov (EFE).- A Polícia de Investigações do Chile (PDI) barrou nesta quinta-feira a entrada do ex-boxeador americano Mike Tyson por causa dos antecedentes criminais que o ex-campeão mundial dos pesos pesados têm nos Estados Unidos.

O PDI afirmou no Twitter que Tyson, de 51 anos, não cumpre os requisitos da Lei de Estrangeiros do Chile e será embarcado de volta em outro voo ainda hoje com destino aos EUA.

O ex-pugilista chegou ao aeroporto internacional da capital chilena, onde na sexta-feira Tyson seria anfitrião do Space Awards, um concurso que premia os melhores filmes de ação.

Tyson, no entanto, foi barrado por agentes migratórios da PDI por seus antecedentes criminais nos EUA. Em 1992, o ex-boxeador foi preso em 1992 pelo estupro de uma modelo de 18 anos.

Os problemas judiciais de Tyson continuaram. Em 1999, ele passou alguns meses na prisão por ter agredido dois motoristas após um acidente de trânsito.

A legislação chilena permite proibir a entrada de estrangeiros que tenham sido condenados em seus países por crimes comuns.

Essa seria a primeira visita de Tyson ao Chile. No ano passado, o ex-boxeador cancelou uma viagem a Santiago para apresentar seu filme, "Undisputed Truth".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos