Banco do México reduz previsão de crescimento econômico para 2017

Cidade do México, 22 nov (EFE).- O Banco do México (Banxico) reduziu nesta quarta-feira sua expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do país para este ano, de 2% a 2,5% para de 1,8% a 2,3%, devido aos terremotos de setembro.

Os abalos sísmicos, que deixaram 471 mortos, "fazem necessário revisar para baixo as previsões de crescimento para 2017", embora as suas consequências sobre a atividade econômica "pareçam ter sido moderadas e transitórias", diz o órgão emissor.

Ao apresentar seu relatório da evolução econômica do país de julho a setembro, o Banxico destacou que "a capacidade produtiva do país não apresenta indícios de afetações significativas e se antecipa que se intensifiquem os esforços de reconstrução".

Assim, o banco central mexicano manteve sua previsão de crescimento econômico para 2018 - 2% a 3% - e, para 2019, prevê uma taxa de expansão de 2,2% a 3,2%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos