Bolsas

Câmbio

EUA abrem guerra comercial com tarifas sobre UE, Canadá e México

Washington, 31 mai (EFE).- O Departamento de Comércio dos Estados Unidos anunciou nesta quinta-feira a suspensão da isenção à imposição de tarifas à importação de aço e alumínio da União Europeia (UE), do Canadá e do México, uma decisão que faz as tensões comerciais dispararem e provocará represálias de seus sócios.

"Decidimos não ampliar a isenção para UE, Canadá e México, por isso eles estarão sujeitos às tarifas de 25% e 10%" ao aço e ao alumínio, indicou Wilbur Ross, secretário de Comércio dos EUA, em uma conferência telefônica com os jornalistas horas antes do encerramento do prazo para tomar uma decisão a respeito.

Assim, as tarifas entrarão em vigor amanhã, dia 1º de junho.

Ross ressaltou que, embora "houve avanços nas conversas com a UE", estes não foram suficientes "para manter as isenções temporárias ou para conseguir isenções definitivas".

Por outro lado, o secretário de Comércio ressaltou que "já não há uma data precisa" para o fim das negociações com Canadá e México sobre o Tratado de Livre-comércio da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês), que "se prolongaram mais que o previsto", por isso esses países "também ficarão sujeitos às tarifas".

Não obstante, Ross detalhou que Washington continuará suas conversas com a UE, o Canadá e o México, já que "é possível continuar negociando com as tarifas em vigor".

Assim, o governo do presidente americano Donald Trump avança em sua agenda protecionista e aplicará tarifas sobre parceiros próximos, como a UE, o Canadá e o México, cujos governos já advertiram que responderão com medidas similares contra as importações procedentes dos EUA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos