Bolsas

Câmbio

Macron classifica decisão de Trump de "ilegal" e falará com ele esta noite

Paris, 31 mai (EFE).- O presidente da França, Emmanuel Macron, qualificou nesta quinta-feira de "ilegal" a decisão dos Estados Unidos de sobretaxar o aço e o alumínio importado da União Europeia (UE), e adiantou que hoje mesmo falará com o chefe de Estado americano, Donald Trump.

Segundo a emissora "BMFTV", o presidente francês lamentou a aplicação imediata dessa medida, que considera "um erro".

O ministro das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, também condenou uma decisão que tachou de "inaceitável", e advertiu que "serão tomadas medidas proporcionais de taxação em relação aos Estados Unidos", em declarações à emissora "LCI".

O secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, indicou durante a tarde que o seu país não ampliará a isenção de tarifas para a UE, o Canadá e o México, como tinha prometido em um primeiro momento, e explicou que a imposição de taxas de 25% e 10% sobre o aço e o alumínio, respectivamente, começarão a ser aplicadas a partir de amanhã.

A Comissão Europeia anunciou hoje que denunciará amanhã os Estados Unidos na Organização Mundial do Comércio (OMC) por causa dessas tarifas, além de impor "medidas de reequilíbrio" para proteger a indústria da UE.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos