PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Escócia terá primeiro centro espacial britânico de lançamento de foguetes

16/07/2018 16h09

Edimburgo (Reino Unido), 16 jul (EFE).- A península de Sutherland, situada no norte da Escócia, terá o primeiro centro espacial do Reino Unido de onde serão lançados, de forma vertical, foguetes para pôr satélites em órbita, anunciou nesta segunda-feira a Agência Espacial britânica (UK Space Agency).

Está previsto que as instalações, que receberão 2,5 milhões de libras (R$ 12,7 milhões) do governo britânico, possam estar em funcionamento no início da década de 2020.

O projeto será desenvolvido pela companhia pública Highlands and Islands Enterprise (HIE) em parceria com a empresa aeroespacial americana Lockheed Martin.

A Agência Espacial do Reino Unido informou que a criação destas novas instalações abrirá o caminho para as viagens espaciais e destacou que a escolha da península A'Mhòine, em Sutherland, se deu por que foi considerada o melhor enclave do país para alcançar as órbitas de satélites mais importantes através de foguetes lançados verticalmente.

A UK Space Agency disse que calcula que o mercado de voos espaciais tem um valor potencial de 3,8 milhões de libras (R$ 19,4 milhões) para a economia britânica durante a próxima década.

O diretor-executivo da agência, Graham Turnock, afirmou que a concessão para construir este novo centro espacial "ajudará a iniciar uma nova e emocionante era para a indústria espacial do Reino Unido".

O ministro de Negócios do Reino Unido, Greg Clark, disse "a próspera indústria espacial, a comunidade de pesquisa e a cadeia de fornecimento aeroespacial do país colocaram ao Reino Unido em uma posição líder para desenvolver locais de lançamento vertical e horizontal".