PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Canadá se mostra otimista no início das negociações sobre novo NAFTA

29/08/2018 12h19

Washington, 29 ago (EFE).- A ministra das Relações Exteriores do Canadá, Chrystia Freeland, se mostrou nesta quarta-feira "otimista" sobre as conversas com os Estados Unidos em relação a se somar ao novo Tratado de Livre-Comércio da América do Norte (NAFTA), após elogiar o México por ter feito "concessões significativas".

"Estamos motivados pelo progresso realizado por EUA e México em vários assuntos bilaterais fundamentais. O México fez concessões significativas, que são boas para os trabalhadores canadenses", disse Chrystia antes da sua reunião em Washington com o representante de Comércio Exterior dos EUA, Robert Lighthizer.

"Por isso, estamos otimistas sobre ter conversas realmente produtivas nesta semana", acrescentou a ministra.

A chanceler canadense chegou esta terça-feira a Washington, após encurtar uma viagem pela Europa, depois que EUA e México alcançaram um acordo comercial para reformar o Tratado de NAFTA.

Os negociadores mexicanos e americanos chegaram a um compromisso no delicado tema do setor automotivo, sobre a porcentagem de peças que devem proceder da região americana.

O acordo entre as duas partes colocou pressão sobre o Canadá para que se some a ele se não se quiser ficar de fora do novo pacto comercial.

O presidente americano, Donald Trump, afirmou na segunda-feira que o interesse de Washington é que o Canadá se una, mas ressaltou que está preparado para avançar com um acordo comercial bilateral só com o México e negociar um separado com Ottawa mais adiante.

Chrystia afirmou como possível data limite para conseguir um compromisso a próxima sexta-feira, de maneira que seja possível notificar com 90 de dias de antecedência o Congresso sobre as mudanças no tratado comercial, como prevê a legislação.

O objetivo é que o governo demissionário do México, liderado pelo presidente Enrique Peña Nieto, possa assinar o pacto antes de deixar o poder, em 1º de dezembro.