ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Polícia turca prende centenas de operários em greve nas obras de aeroporto

15/09/2018 12h34

Istambul, 15 set (EFE).- A polícia da Turquia prendeu neste sábado centenas de operários que haviam entrado em greve nas obras do novo aeroporto internacional de Istambul, cuja inauguração parcial está prevista para 29 de outubro.

Os trabalhadores pedem o pagamento de salários atrasados e a melhora das condições de alojamento, assim como uniformes e um atendimento médico correto para vítimas de acidentes de trabalho.

Ontem, uma comissão sindical se reuniu com a empresa responsável pelas obras, mas as partes não chegaram a um acordo, e a polícia dispersou com gás lacrimogêneo uma manifestação dos trabalhadores.

Na madrugada de hoje, uma operação policial teve saldo de centenas de detidos, entre eles o secretário-geral do sindicato Insaat-Is, Yunus Özgür.

O deputado Ali Seker, membro do partido social-democrata CHP, o maior da oposição, afirmou que 400 pessoas foram presas, e o Insaat-Is fala em 600 detidos.

Seker denunciou ao jornal "BirGün" que os patrões "continuam atuando como se estivesse em vigor o estado de exceção", que foi suspenso em julho após dois anos em vigor.

Embora instaurado depois do fracassado golpe de Estado de 2016, o estado de exceção era apresentado a empresários locais pelo próprio presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, como "uma solução" para acabar com as greves, já que a polícia "interviria imediatamente" em caso de um protesto.

Com capacidade prevista de 200 milhões de passageiros ao ano quando concluído, o novo aeroporto internacional de Istambul pretende ser o maior do mundo, e é um dos principais projetos do governo turco.

Mais Economia