ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Novo presidente do BC argentino diz ter como principal meta baixar inflação

25/09/2018 18h36

Buenos Aires, 25 set (EFE).- O novo presidente do Banco Central da Argentina (BCRA), Guido Sandleris, afirmou nesta terça-feira que seu principal objetivo no cargo é diminuir a inflação, que nos primeiros oito meses deste ano acumula uma alta de 24,3%.

"É uma honra assumir a presidência do Banco Central da República Argentina, e quero agradecer a confiança que o presidente (Mauricio) Macri teve em mim para encarar esta nova etapa", disse Sandleris em comunicado.

Embora desde que Macri assumiu a presidência, em 2015, tenha colocado derrotar a inflação como uma de suas prioridades, as tentativas têm falhado. Em 2017, o Banco Central estabeleceu uma meta de inflação de 12% a 17%, mas os preços ao consumidor acumularam no ano passado uma alta de 24,8%.

A meta inicial para 2018 era de 10%, depois recalculada pelo governo para 15%, mas a forte desvalorização do peso que vem ocorrendo desde abril influenciou fortemente para que esses limites fossem descumpridos.

Em agosto, os preços ao consumidor aumentaram 34,4% em relação ao mesmo mês de 2017.

Além de diminuir a inflação, Sandleris ressaltou no comunicado ter como objeivo "recuperar a estabilidade e a previsibilidade de preços das quais a economia argentina tanto precisa".

Especialista em economia internacional, finanças e macroeconomia e com uma longa carreira acadêmica, o novo presidente do Banco Central era secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda até ser convidado para substituir Luis Caputo, que renunciou hoje por motivos pessoais.

Mais Economia