ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Trump diz que segurança na fronteira foi fator em acordo com o México

01/10/2018 15h33

Washington, 1 out (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira que a segurança na fronteira e o financiamento do muro com o México foi um dos temas conversados entre os dois países e o Canadá na renegociação do Tratado de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta).

"Sim, foi (um fator). Falamos sobre isso com o México. Foi uma grande parte (da conversa), chegamos a certas coisas, certos entendimentos. Mas também não queríamos misturar com os demais temas", disse Trump em entrevista coletiva na Casa Branca.

A resposta foi dada pelo presidente a uma pergunta de um jornalista que o questionou sobre a inclusão do muro na fronteira nas conversas para renegociar o Nafta, processo concluído ontem após o Canadá aceitar os novos termos do acordo entre os países.

"Foi um fator no acordo", disse Trump, sem dar mais detalhes sobre possíveis resultados dessas conversas.

Ao anunciar um acordo premilinar com o México para substituir o Nafta no último dia 27 de agosto, Trump deu a entender que as discussões comerciais andariam juntas com as sobre a fronteira.

"Uma das coisas que mais gosto é que o senhor vai nos ajudar na fronteira. Esse é um acordo muito exaustivo", disse Trump ao presidente do México, Enrique Peña Nieto, em uma ligação.

Por outro lado, o governo do México disse que as negociações sobre o Nafta se limitavam ao comércio e reiterou os planos americanos para que os mexicnos paguem pelo muro na fronteira.

"Chegamos um entendimento comercial com os Estados Unidos e as perspectivas da relação entre nossos dois países são muito positivas. No entanto, nunca pagaremos por um muro. Isso esteve claro desde o começo", escreveu o chanceler do México, Luis Videgaray, em uma mensagem no Twitter.

Trump também afirmou que planeja tomar uma decisão sobre a segurança na fronteira e o muro depois das eleições legislativas de novembro, sem dar mais detalhes sobre o que pretende fazer.

Os líderes republicanos no Congresso convenceram na semana passada Trump a sancionar um orçamento temporário que não incluía recursos para o muro, com a promessa que depois do pleito se esforçariam para conseguir esse financiamento e incluí-lo em um nova lei orçamentária antes de 7 de dezembro.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia