PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Dow Jones fecha em baixa de 0,99%

29/10/2018 20h00

Nova York, 29 out (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta segunda-feira em baixa de 0,99% em um pregão volátil que começou com grande otimismo por parte dos investidores, amenizou o tom por volta da metade da duração e caiu forte na reta final, com o mercado mostrando apreensão.

O principal indicador da Bolsa de Nova York perdeu 245,39 pontos e ficou com 24.442,92. O seletivo S&P 500 caiu 0,66%, para 2.641,25, e o índice composto da Nasdaq recuou 1,63% e fechou aos 7.050,29.

Muito desta queda generalizada esteve ligada aos maus resultados divulgados por gigantes como a Boeing, cujos títulos despencaram 6,59%, e a IBM (-4,13%).

Empresas do setor de tecnologia também viveram um dia complicado (queda conjunta de 1,81%), como ressaltado pelas fortes baixas nas ações de Amazon (-6,33%), Alphabet (-4,80%) e Apple (-1,88%).

Outros setores econômicos que terminaram o pregão com números negativos nos papéis de suas companhias foram os de energia (-1,88%), industrial (-1,68%) e o de comunicações (-1,61%). O melhor rendimento ficou por conta do imobiliário (1,56%) e do de serviços (1,35%).

Analistas em Wall Street comentaram que a bolsa se dirige para uma fase prolongada de correção após muitos meses de altas expressivas, porque os investidores estão reavaliando as perspectivas de crescimento da economia para o próximo ano.

Os investidores se preocupam com as chances de os Estados Unidos aplicarem sobretaxas a mais produtos importados da China se as próximas conversas entre os presidentes dos dois países, Donald Trump e Xi Jinping, fracassarem.

Entre as 30 ações negociadas no Dow Jones, as maiores altas foram de Verizon (1,75%), Merck (1,49%), Pzifer (1,48%) e JPMorgan (1,38%). Já as quedas mais acentuadas foram de Boeing (-6,59%), IBM (-4,13%), Microsoft (-2,91%) e Visa (-2,48%).

No horário de fechamento da bolsa, a onça do ouro caía para US$ 1.230,80, e o rendimento dos títulos do tesouro americano com vencimento em 10 anos subia para 3,089%.