Topo

Dow Jones fecha praticamente estável

11/01/2019 20h47

Nova York, 11 jan (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta sexta-feira em leve baixa de 0,02%, em um pregão durante o qual os investidores mostraram preocupação com a longa paralisação do governo dos Estados Unidos e com o crescimento da economia da China, embora a semana termine com saldo positivo na Bolsa de Nova York.

O principal indicador do mercado nova-iorquino perdeu apenas 5,97 pontos e agora acumula 23.995,95. O seletivo S&P 500 também fechou praticamente estável (-0,01%), aos 2.596,26, e o índice composto da Nasdaq caiu 0,21%, para 6.971,48 pontos.

Com a leve queda, o Dow Jones interrompeu uma sequência de cinco altas, mas conseguiu valorização na semana (2,4%), assim como o S&P 500 (2,54%) e o Nasdaq Composite (3,45%).

O otimismo com o bom andamento das negociações comerciais entre os governos americano e chinês ficou hoje em segundo plano devido à paralisação na administração Donald Trump, que chegará a um recorde de 22 dias amanhã.

Outro receio dos investidores se deve às declarações do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, sobre uma possível desaceleração da economia chinesa, mesmo motivo que a Apple citou para diminuir suas previsões de receita no primeiro trimestre fiscal.

Os mercados estão na expectativa pelos resultados corporativos que serão divulgados na semana que vem pelos grandes bancos americanos, entre outras empresas importantes, e que serão um termômetro da saúde econômica do país.

No Dow Jones, as quedas mais acentuadas foram das ações de Walgreens (-1,06%), Apple (-0,98%), Chevron (-0,80%) e Microsoft (-0,77%). As principais altas oram dos papéis de Pfizer (1,35%), UnitedHealth (1,14%) e Intel (0,76%).

No horário de fechamento da bolsa, a onça do ouro subia para US$ 1.288,80, e a rentabilidade dos títulos do tesouro americano com vencimento em dez anos caía para 2,697%. EFE

Mais Economia